Consideradas as gigantescas expectativas para o lançamento de “Beautiful Trauma”, já era sabido que P!nk registraria uma das grandes aberturas de 2017 com o seu novo álbum de estúdio. O trabalho, contudo, foi ainda além em seus números ao obter a maior estreia de uma artista feminina em todo o ano e quarta maior de 2017.

O disco encabeça as tabelas americana e britânica simultaneamente, debutando à frente de nomes como Beck, St. Vincent, Robert Plant e Gucci Mane com cerca de 408 mil unidades comercializadas nos Estados Unidos e 70 mil no Reino Unido. A cantora emplaca seu segundo título no topo de ambas as listas — o primeiro desde “Funhouse”, de 2008, na terra da Rainha; e “The Truth About Love”, de 2012, na América.

Post Malone permanece à frente das paradas de singles com a estrondosa repercussão de sua parceria com 21 Savage, “Rockstar”. Enquanto a faixa continua expandindo seu domínio, todavia, nomes como Portugal. The Man, Imagine Dragons, Demi Lovato, Avicii e Stefflon Don seguem avançando com seus últimos hits.

BILLBOARD
ESTADOS UNIDOS

Sem grandes surpresas por mais uma atualização, o cobiçado topo da parada americana de singles ainda pertence à Post Malone. O rapper tem pontuado em grande quantidade com os streams de seu mais recente sucesso, “Rockstar”, assegurando a primeira colocação para si e 21 Savage por uma segunda semana consecutiva.

A canção acumulou cerca de 54,3 milhões de execuções apenas em serviços de streaming, além de 54 mil vendas digitais (o segundo maior percentual dessa semana quanto à downloads) e uma audiência aproximada de 48 milhões de ouvintes nas rádios norte-americanas — números suficientes para superar os também rappers Cardi B e Logic por mais uma vez.

Nenhuma novidade figura entre as dez primeiras colocações da Billboard Hot 100 em sua última atualização. Entretanto, a ascensão dos atuais singles de Portugal. The Man e do Imagine Dragons concedem ao rock a quebra de um tabu de pouco mais de um ano, marcando a primeira vez que duas faixas do mesmo gênero ocupam dois dos cinco primeiros lugares da lista.

Ambos os grupos foram impulsionados pelos seus crescentes desempenhos em downloads e alcançam novos picos na parada. Com 66 mil cópias digitais comercializadas, Dan Reynolds e companhia assumem a quinta posição com “Thunder”, enquanto a banda de Oregon sobe para o quarto lugar com “Feel It Still” e suas 38 mil vendas, somadas com os índices positivos de streams e airplay.

Da mesma forma, Demi Lovato melhora o recorde pessoal de sua mais recente música de trabalho, “Sorry Not Sorry”, e obtém a melhor colocação de sua carreira na tabela. A canção sobe dois degraus em direção ao sétimo posto, alavancada principalmente pelo seu sucesso nas rádios dos Estados Unidos.

Os dez singles melhor posicionados na Billboard Hot 100 nessa semana são:

1. “Rockstar”, Post Malone e 21 Savage (-)
2. “Bodak Yellow”, Cardi B (-)
3. “1–800–273–8255”, Logic com Alessia Cara e Khalid (-)
4. “Feel It Still”, Portugal. The Man (5–4)
5. “Thunder”, Imagine Dragons (8–5)
6. “Mi Gente”, J Balvin e Willy William com Beyoncé (-)
7. “Sorry Not Sorry”, Demi Lovato (9–7)
8. “Too Good At Goodbyes”, Sam Smith (7–8)
9. “Unforgettable”, French Montana e Swae Lee (10–9)
10. “Look What You Made Me Do”, Taylor Swift (4–10)

A longa espera por um novo álbum de estúdio de P!nk certamente foi recompensada com a chegada de “Beautiful Trauma” — ao menos, em termos comerciais. Configurando-se como um enorme sucesso de vendas desde o seu lançamento, o disco debuta diretamente na primeira colocação da Billboard 200 com o maior número já registrado pela cantora.

Ao todo, o trabalho acumulou aproximadamente 408 mil cópias vendidas em território americano ao longo de seus primeiros dias disponível, índice maior do que o de qualquer outra artista feminina em 2017 até então. Além disso, o título também tem a quarta melhor estreia do ano, sendo superado apenas pelos últimos projetos de Kendrick Lamar, Drake e Ed Sheeran (atualmente no sexto lugar com “÷”, alavancado pelo desempenho de seu atual single, “Perfect”).

“Beautiful Trauma” ainda é o maior sucesso feminino na tabela desde “Lemonade”, álbum mais recente de Beyoncé lançado em abril do ano passado, e o segundo disco de P!nk a chegar ao topo nos Estados Unidos, sucedendo “The Truth About Love”, de 2012.

Se por um lado a cantora deve boa parte do sucesso de seu último trabalho pelas vendas tradicionais, em contrapartida Gucci Mane garante a vice-liderança da lista impulsionado pelos streams de “Mr. Davis”, seu segundo projeto no ano. O álbum obteve o equivalente à 70 mil cópias comercializadas em seu lançamento, estreando à frente de “Colors”, mais novo título de Beck que reuniu pouco mais que a metade do percentual do rapper.

O último disco inédito entre as dez primeiras posições é de St. Vincent. A cantora registrou 29 mil unidades vendidas com seu último álbum de estúdio, “MASSEDUCTION”, estreando no décimo posto do ranking e superando sua marca pessoal ao garantir sua melhor estreia na parada americana.

Assim são ocupadas as dez primeiras colocações da Billboard 200 nessa semana:

1. “Beautiful Trauma”, P!nk (*)
2. “Mr. Davis”, Gucci Mane (*)
3. “Colors”, Beck (*)
4. “Stoney”, Post Malone (-)
5. “Luv Is Rage 2”, Lil Uzi Vert (7–5)
6. “÷”, Ed Sheeran (10–6)
7. “Evolve”, Imagine Dragons (9–7)
8. “The Bigger Artist”, A Boogie Wit da Hoodie (6–8)
9. “Lil Pump”, Lil Pump (3–9)
10. “MASSEDUCTION”, St. Vincent (*)

 

OFFICIAL CHARTS
REINO UNIDO

Acompanhando o retorno de seu último disco, “Stoney”, às primeiras posições das paradas mundiais, Post Malone continua colhendo os frutos da divulgação de sua atual música de trabalho, “Rockstar”. A faixa, feita em parceria com 21 Savage, ocupa o topo da tabela britânica de singles por uma terceira atualização consecutiva com uma marca surpreendente de seis milhões de streams pelo Reino Unido.

Paralelamente, Avicii continua avançando posição por posição com “Lonely Together”, sua mais recente colaboração com Rita Ora. A canção finca um novo pico na lista ao assumir o quarto lugar — da mesma forma que “Hurtin’ Me”, colaboração de Stefflon Don com French Montana, reforça seu recorde pessoal ao desocupar o sétimo degrau do ranking e “Reggaetón Lento”, originalmente gravado pelo CNCO e relançado com a participação do Little Mix, retorna à sua melhor colocação.

Dois singles fazem sua primeira aparição na região de destaque do Official Charts nesta semana. O mais notável entre tais é “Silence”, parceria de Marshemello com Khalid, que sobe oito posições em direção ao nono lugar da tabela — o mais longe que ambos já chegaram na lista até o momento.

A cantora sueca Mabel também emerge entre as dez primeiras colocações pela primeira vez com sua mais recente música de trabalho, “Finders Keepers”. A colaboração com o londrino Kojo Funds assume o décimo posto, alavancado pelo sucesso local do inglês.

Confira as dez primeiras posições da parada britânica de singles após sua última atualização:

1. “Rockstar”, Post Malone e 21 Savage (-)
2. “Havana”, Camila Cabello e Young Thug (-)
3. “Too Good At Goodbyes”, Sam Smith (-)
4. “Lonely Together”, Avicii e Rita Ora (5–4)
5. “Reggaetón Lento”, CNCO e Little Mix (7–5)
6. “Dusk Till Dawn”, Zayn e Sia (-)
7. “Hurtin’ Me”, Stefflon Don e French Montana (9–7)
8. “Mi Gente”, J Balvin e Willy William com Beyoncé (-)
9. “Silence”, Marshmello e Khalid (17–9)
10. “Finders Keepers”, Mabel e Kojo Funds (19–10)

Assim como já era amplamente aguardado, P!nk também registrou uma grande estreia no Reino Unido com o lançamento de “Beautiful Trauma”. Repetindo o imenso sucesso em território americano, o novo trabalho da cantora estreia diretamente no topo da lista, tornando-se seu segundo título a alcançar tal pico no Official Charts (o primeiro foi “Funhouse”, de 2008).

“Beautiful Trauma” tem a melhor estreia de um artista internacional na parada britânica em 2017, superando a antiga marca estabelecida por “Concrete And Gold”, do Foo Fighters, com 61 mil cópias vendidas em seu lançamento

Em sua primeira semana, o álbum reuniu 70 mil unidades comercializadas, sendo 64% de seu índice total contabilizado a partir de vendas físicas. O número é mais que o dobro alcançado pelo vice-líder, Liam Gallagher, que desce apenas um degrau com seu primeiro projeto solo, “As You Were”.

Emplacando seu décimo trabalho entre as primeiras posições da tabela britânica, Robert Plant retorna aos destaques com o lançamento de “Carry Fire”. O ex-vocalista do Led Zeppelin debuta seu mais novo álbum de estúdio diretamente no terceiro lugar — uma colocação abaixo de seu antecessor, “Lullaby And The Ceaseless Roar”, de 2014.

St. Vincent tem a melhor estreia de sua carreira com a chegada do criticamente aclamado “MASSEDUCTION”, seu primeiro título a ocupar a região de destaque do Official Charts. O disco aparece no sexto posto da lista, barrado apenas pelo também inédito “Colors”, terceiro projeto de Beck a emergir entre os dez primeiros lugares.

Graças à exibição de um documentário póstumo na televisão britânica, George Michael reaparece às primeiras colocações do ranking com sua coletânea de grandes sucessos. “Ladies & Gentlemen: The Best Of George Michael” reestreia no nono degrau da lista, impedindo um avanço ainda maior de “Stoney”, último trabalho de estúdio de Post Malone.

As dez primeiras posições da tabela britânica de discos são preenchidas na seguinte ordem:

1. “Beautiful Trauma”, P!nk (*)
2. “As You Were”, Liam Gallagher (1–2)
3. “Carry Fire”, Robert Plant (*)
4. “÷”, Ed Sheeran (3–4)
5. “Colors”, Beck (*)
6. “MASSEDUCTION”, St. Vincent (*)
7. “Concrete And Gold”, Foo Fighters (5–7)
8. “Wonderful Wonderful”, The Killers (4–8)
9. “Ladies & Gentlemen: The Best Of George Michael”, George Michael (*)
10. “Stoney”, Post Malone (12–10)


Duas das grandes heranças solo do One Direction devem ter destaque nas próximas atualizações das paradas. Niall Horan garantirá facilmente o topo das tabelas de discos com o lançamento de seu primeiro trabalho de estúdio individual, “Flicker”, enquanto Liam Payne acumula chances de uma estreia positiva com sua mais nova música de trabalho, “Bedroom Floor”, no Reino Unido.

Ainda em questão de singles, a enorme influência comercial de Taylor Swift também deve retornar às listas americana e britânica seguindo a chegada de sua nova faixa promocional, “Gorgeous”. Dando continuidade ao sucesso de “Look What You Made Me Do” e “…Ready For It?”, a nova canção extraída do próximo disco da cantora provavelmente debutará entre as dez primeiras colocação em ambos os lados do Atlântico.

Mais uma vez, artistas com desempenho crescente também são boas apostas para as próximas semanas. Ed Sheeran continua ganhando espaço com o sucesso de “Perfect” — que deve fazer sua primeira aparição de destaque em breve — , na mesma medida que “Havana”, hit de Camila Cabello com Young Thug, finalmente deve emergir entre os primeiros lugares nos Estados Unidos.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.