O lançamento do dueto de “Perfect”, atual música de trabalho de Ed Sheeran, com a participação especial de Beyoncé pegou todo de surpresa no mês passado. Impulsionando meteoricamente uma canção que já vinha com um desempenho comercial cada vez maior, a nova versão assume a liderança das paradas americana e britânica de singles, tornando-se a segunda faixa do inglês a realizar tal feito em 2017.

Com isso, o cantor não apenas consagra mais um sucesso de seu último álbum de estúdio, “÷” (atualmente em segundo lugar no Reino Unido), como também leva Beyoncé ao topo das tabelas musicais pela primeira vez desde 2008, quando liderou ambas as listas com “Single Ladies (Put A Ring On It)” e “If I Were A Boy”. Sendo assim, “Perfect” ainda quebra a hegemonia de “Rockstar” e “Havana”, hits de Post Malone e Camila Cabello, respectivamente, que permaneceram estacionados no primeiro posto ao longo do último mês.

Paralelamente, a única grande estreia nas duas principais paradas de discos é de “Songs Of Experience”, mais novo trabalho do U2. Apesar do novo título ter debutado na quinta colocação no Reino Unido, o grupo assume o topo na tabela americana, emplacando seu oitavo projeto na liderança da Billboard 200 e se tornando a primeira banda a ter ocupado a primeira posição nos Estados Unidos nos anos 80, 90, 2000 e 2010.

BILLBOARD
ESTADOS UNIDOS

Assim como já era esperado, a reedição acústica de “Perfect”, mais recente single de Ed Sheeran que ganhou os vocais de Beyoncé, acertou em cheio a parada americana. A canção registra um incrível crescimento comercial em relação à semana passada com as vendas tanto de sua versão original quanto de seu novo dueto, chegando assim ao topo da Billboard Hot 100 com certa tranquilidade.

Ao todo, a faixa acumulou aproximadamente 181 mil downloads (número 202% superior ao da última atualização), 34,9 milhões de reproduções em plataformas de streaming (87% superior) e uma audiência de 102 milhões de ouvintes nas rádios americanas (14% superior), números suficientes para desbancar “Rockstar”, parceria entre Post Malone e 21 Savage, da liderança. Vale ressaltar que a nova versão da música representa 63% de suas vendas totais, justificando assim os créditos à Beyoncé.

“Perfect” marca a segunda aparição de Sheeran no topo da lista com uma faixa de seu último disco, “÷” — o único artista em 2017 a realizar tal feito — , sucedendo o desempenho estrondoso de “Shape Of You” no começo do ano; e a sexta de Beyoncé, que lidera a tabela pela primeira vez desde novembro de 2008, quando chegou à primeira colocação com o hit absoluto “Single Ladies (Put A Ring On It)”. Além disso, a faixa também é a segunda do ano a chegar ao topo com a ajuda de um remix, seguindo os passos de “Despacito”, sucesso de Luis Fonsi e Daddy Yankee que recebeu uma versão com Justin Bieber.

Fora o mais novo dueto do pop, a única novidade entre as dez primeiras posições da Billboard Hot 100 é o mais novo single de sucesso de Halsey, “Bad At Love”. A música de trabalho, que já é a faixa solo mais bem-sucedida da cantora na parada americana, conquista três postos em direção ao oitavo lugar da lista em mais uma semana de vendas crescentes.

A canção somou cerca de 28 mil downloads, 15,8 milhões de streams e 78 milhões de pontos em airplay, tornando-se a única faixa da cantora a alcançar a região de destaque dos Estados Unidos e deixando Cardi B e Maroon 5 para trás no ranking. Até então, Halsey havia apenas aparecido entre as melhores posições com “Closer”, sucesso do The Chainsmokers que liderou a lista por 12 semanas no ano passado.

Seu namorado, G-Eazy, também aparece entre os dez primeiros postos com sua atual música de trabalho, “No Limit”. A colaboração com A$AP Rocky e Cardi B finca um novo pico na sétima colocação, sendo alavancada principalmente pelos seus streams em território americano, que já somam aproximadamente 22,4 milhões de pontos.

Os dez singles melhor colocados na mais recente atualização da Billboard Hot 100 são:

1. “Perfect”, Ed Sheeran e Beyoncé (3–1)
2. “Rockstar”, Post Malone e 21 Savage (1–2)
3. “Havana”, Camila Cabello e Young Thug (2–3)
4. “Gucci Gang”, Lil Pump (-)
5. “Thunder”, Imagine Dragons (-)
6. “Too Good At Goodbyes”, Sam Smith (-)
7. “No Limit”, G-Eazy com A$AP Rocky e Cardi B (8–7)
8. “Bad At Love”, Halsey (11–8)
9. “Bodak Yellow”, Cardi B (7–9)
10. “What Lovers Do”, Maroon 5 e SZA (9–10)

U2 e Chris Stapleton protagonizaram uma disputa acirrada pela liderança da Billboard 200 ao longo da última semana. Entretanto, a banda irlandesa largou na frente com o aguardado lançamento de seu novo álbum de estúdio, “Songs Of Experience”, que assegura uma oitava aparição de Bono e companhia no topo da parada americana de discos.

O novo trabalho do grupo reuniu cerca de 186 mil unidades comercializados pelos Estados Unidos em sua atualização de estreia, sendo 180 mil destas contabilizadas a partir dos formatos tradicionais (edições física e digital). O título não apenas registra a melhor semana de um projeto de rock em 2017, como também consagra o quarteto de Dublin como o quarto nome na história da tabela a ter debutado discos no topo nos anos 80, 90, 2000 e 2010, ao lado de Janet Jackson, Bruce Springsteen e Barbra Streisand.

Já a referência do country debuta a segunda parte de seu último projeto na vice-liderança. “From A Room: Volume 2”, mais novo álbum de estúdio de Stapleton, acumulou aproximadamente 125 mil cópias vendidas nos últimos sete dias, quase metade do número obtido por seu primeiro volume, e torna o cantor o primeiro artista de seu gênero a lançar dois títulos entre as dez primeiras colocações desde 2013, quando Luke Bryan liderou a lista com “Spring Break… Here To Party” e “Crash My Party”.

O último lançamento entre os melhores posicionados é de Miguel e seu mais novo disco, “War & Leisure”. O trabalho, que é o terceiro do cantor a emergir entre os dez primeiros lugares, estreia diretamente na nona posição com o equivalente à 40 mil unidades vendidas, sendo mais que sua metade proveniente de suas audições em serviços de streaming, sucedendo assim “Wildheart” (2015) e “Kaleidoscopic Dream” (2012).

Com as vendas conjuntas de seu último disco com os ingressos de sua turnê com DJ Khaled, Demi Lovato e o sucesso de “Tell Me You Love Me” também retornam à região de destaque com um crescimento comercial de 168%. Ao todo, o título vendeu 63 mil cópias e assumiu a sexta colocação, ultrapassando nomes como Sam Smith, Michael Bublé e Garth Brooks.

Confira como são ocupadas as dez primeiras posições da Billboard 200:

1. “Songs Of Experience”, U2 (*)
2. “From A Room: Volume 2”, Chris Stapleton (*)
3. “Reputation”, Taylor Swift (1–3)
4. “÷”, Ed Sheeran (5–4)
5. “A Pentatonix Christmas”, Pentatonix (2–5)
6. “Tell Me You Love Me”, Demi Lovato (21–6)
7. “The Thrill Of It All”, Sam Smith (3–7)
8. “Christmas”, Michael Bublé (9–8)
9. “War & Leisure”, Miguel (*)
10. “The Anthology: Part 1, The First Five Years”, Garth Brooks (4–10)

OFFICIAL CHARTS
REINO UNIDO

Ed Sheeran já vinha em uma constante crescente em sua terra natal com a divulgação de sua atual música de trabalho, “Perfect”, na sua campanha para chegar à primeira colocação. Contudo, o cantor finalmente assume o topo da parada britânica de singles após o lançamento de um inesperado dueto acústico com Beyoncé, que contribuiu grandemente para suas vendas no decorrer da última semana.

A faixa, que debutou no quarto lugar em março com o lançamento de “÷”, conquistou aproximadamente 89 mil unidades comercializadas desde a chegada de sua nova versão, entrando definitivamente na disputa pela cobiçada liderança de Natal do Official Charts e destronando “Havana”, sucesso de Camila Cabello com Young Thug, após cinco atualizações.

O single é o quarto de Ed a liderar a tabela britânica e o segundo apenas nesse ano ao lado de “Shape Of You”, liberada em janeiro. O cantor também esteve à frente da lista com “Sing” e “Thinking Out Loud”, ambas extraídas de “X”, em 2014.

A maior estreia da semana, porém, é dos últimos vencedores do The X Factor, o grupo Rak-Su, e seu single finalista, “Dimelo”. A colaboração com Wyclef Jean e Naughty Boy debuta diretamente na vice-liderança do ranking, à frente dos último ganhador do reality show, Matt Terry, e a faixa natalina “When Christmas Comes Around”, que fincou seu pico na terceira posição.

O clima natalino ainda segue com o retorno de três clássicos aos destaques da parada. O primeiro deles é “All I Want For Christmas Is You”, sucesso absoluto de Mariah Carey que escala 17 posições rumo ao quinto lugar, à frente de “Last Christmas”, hit do Wham! que aparece na sexta colocação; e “Fairytale Of New York”, parceria do The Pogues com Kirsty MacColl que assume a décima posição e volta aos destaques pela primeira vez em nove anos.

Sendo assim, estes são os dez singles de maior destaque na tabela britânica:

1. “Perfect”, Ed Sheeran e Beyoncé (3–1)
2. “Dimelo”, Rak-Su com Wyclef Jean e Naughty Boy (*)
3. “Anywhere”, Rita Ora (2–3)
4. “Havana”, Camila Cabello e Young Thug (1–4)
5. “All I Want For Christmas Is You”, Mariah Carey (22–5)
6. “Last Christmas”, Wham! (29–6)
7. “Silence”, Marshmello e Khalid (4–7)
8. “Man’s Not Hot”, Big Shaq (5–8)
9. “I Miss You”, Clean Bandit e Julia Michaels (6–9)
10. “Fairytale Of New York”, The Pogues e Kristy MacColl (55–10)

Em uma semana calma quanto à lançamentos e grandes impulsos comerciais no Reino Unido, Sam Smith está de volta à liderança da parada britânica com seu mais recente álbum de estúdio, “The Thrill Of It All”. O disco lançado no mês passado, que debutou diretamente no topo da tabela, ganha um posto para reassumir sua posição de pico em sua quinta atualização registrada na lista até então.

O cantor, todavia, não é o único a subir na parada com um trabalho lançado há semanas (ou meses). Recolhendo os frutos do sucesso de “Perfect”, Ed Sheeran chega à vice-liderança com o incrivelmente bem-sucedido “÷”, enquanto P!nk continua conquistando ainda mais espaço em território britânico com seu último título, “Beautiful Trauma”, que escala seis degraus rumo ao quarto lugar.

A única estreia da semana é do U2 e seu último trabalho de estúdio, “Songs Of Experience”. Apesar da banda ter conquistado renome pelo Reino Unido, o disco estreou apenas na quinta colocação do ranking, à frente de seu antecessor, “Songs Of Innocence”, que abriu seu legado no sexto posto em 2014.

Assim como nos Estados Unidos, o grupo acumulava sete álbuns na liderança da tabela britânica, com pelo menos um nos anos 80, 90 e 2000. Tratam-se de “War” (1983), “The Unforgettable Fire” (1984), “The Joshua Tree” (1987), “Rattle And Hum” (1988), “Zooropa” (1993), “Pop” (1997), “The Best Of 1980–1990 & B-Sides” (1998), “All That You Can’t Leave Behind” (2000), “How To Dismantle An Atomic Bomb” (2004) e “No Line On The Horizon” (2009).

Assim são preenchidas as dez primeiras posições da parada britânica de discos:

1. “The Thrill Of It All”, Sam Smith (2–1)
2. “÷”, Ed Sheeran (4–2)
3. “Together Again”, Michael Ball e Alfie Boe (5–3)
4. “Beautiful Trauma”, P!nk (10–4)
5. “Songs Of Experience”, U2 (*)
6. “Glory Days”, Little Mix (3–6)
7. “The Architect”, Paloma Faith (8–7)
8. “A Love So Beautiful”, Roy Orbison e Royal Philharmonic Orchestra (9–8)
9. “Christmas With Elvis And The Royal Philharmonic Orchestra”, Elvis Presley e Royal Philharmonic Orchestra (6–9)
10. “Who Built The Moon?”, Noel Gallagher’s High Flying Birds (1–10)


Com a forte divulgação de seu álbum de estreia solo, Camila Cabello tem grandes chances de aparecer na próxima atualização das paradas com seus mais novos singles promocionais, “Never Be The Same” e “Real Friends”. Ambas as faixas têm se destacado em vendas digitais e podem roubar a cena, assim como os sucessos mais tímidos de Bebe Rexha e sua parceria com o Florida Georgia Line, “Meant To Be”, e o rapper cristão NF com “Let You Down”.

Já nas tabelas de discos, dois grandes lançamentos devem disputar as primeiras colocações ao longo dessa semana: “What Makes You Country”, sexto álbum de estúdio de Luke Bryan, e “Double Or Nothing”, trabalho conjunto do rapper Big Sean com o produtor mais bem-sucedido de 2017, Metro Boomin.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.