25 de Março de 2014 por Lorrany Farias.

header1

No Doubt, uma banda Norte Americana que vem nos agraciando com seu amado som desde 1986, formada por Gwen Stefani, Tony Kanal, Adrian Young e Tom Dumont. A banda passou por algumas longas mudanças no decorrer de sua carreira. Acho interessante se pegarmos pra avaliar 3 de seus clipes com intervalo de 10 anos cada. A diferença e a evolução em cada um deles é chocante, confira:

no-doubt-new
1992 – “Trapped in a Box” : A estética do clipe não segue nada muito conceitual ou espalhafatoso demais, até porque estamos nos referindo a No Doubt. Apesar de ter sido feito pela própria banda, a clipe segue uma linha bem ”atual” pra época. Passagens de imagem, efeitos legais, cores que chamam a atenção. O figurino é bem normal, porque acredito eu, que segue a linha da banda mesmo, não querendo fugir do real. A única e maior complementada no figurino, é na parte mais calminha da música, onde encenam algo que fuja do padrão rock alternativo.

Caminhando 10 anos após “Trapped in a Box”, No doubt lança o single Ex Gilfriend, que Gwen Stefani escreveu baseada em seu relacionamento com Gavin Rossdale. A estética do clipe muda completamente em relação ao primeiro: uma pegada mais pesada, rock n roll, apesar da música ser sobre um romance. A mudança se deu pelo fato de haver muitas baladinhas do álbum (Return of Saturn). Gwen aparece com o cabelo rosa, maquiagem pesada, o cenário com cores claras por hora, as vezes com tons mais pesados, tudo bem esteticamente punk/rock.

                                       Além disso, o amadurecimento da banda é notável.

Vindo pra 2012, Settle Down, a decepção dos fãs de No Doubt, retrata a venda bem clara da banda. Embora a intenção tenha sido boa, de trazer basicamente as mesmas cores, o lance da ”bagunça” e muita coisa acumulada num só clipe, o vídeo ficou extremamente poluido, o que talvez tenha sido o foco pra ofuscar a música ruim. Apesar disso, uma mensagem fica clara: No Doubt está de volta, porém não tão No Doubt assim.
Tudo o que faltou (esteticamente falando) em Trapped in a Box, exatamente há 20 anos atras foi acrescentado em 2012. Brilhante, espalhafatoso e completamente fora dos eixos da banda. O antigo rock alternativo passa a ser um pop, ou até mesmo o que conhecemos como soft rock, ska, ou rock alternativo do século XXI, que por hora, tem se tornado bem chatinho de suportar.

    Já pensou em avaliar sua banda favorita em três clipes, com diferença de alguns anos?! Manda pra gente e não fique sem acompanhar as noticias do site.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.