11 de agosto de 2014 por Lorrany Farias.

Existem muitas pessoas nesse nosso mundão, e essas pessoas tem muitos estilos e pensamentos diferentes. É claro, o que seria de nós sem a grande diversidade cultural? Nadinha, meu caros amigos. O que basicamente define essa diversidade nos tempos de hoje – e com certeza nos antigos também – são as músicas que tocam incessantemente em nossos iPods e celulares. Não há quem discorde.

Confesso a vocês que tenho preguiça de ouvir música quando tô na rua, no ônibus ou metrô. Embora não pareça, sou altamente sociável, e acho importante a gente ouvir o barulho da rua, das pessoas e até mesmo da briga das tiazinhas no ônibus de manhã cedo, por falta de espaço. Mais um ponto pro conhecimento das diversidades culturais. E, sendo assim, agora tenho uma justificava por sempre trazer gêneros musicais estranhos, que não condizem com o que geral está acostumado a ouvir.

SIM!

Hoje trouxe uma banda que, além de quebrar alguns padrões que hoje em dia estão menos frequentes – quando dizem que mulher não pode ter banda de rock -, ela também abre nossos olhos no quesito “conheça outros gêneros musicais”. Você não somente vai expandir sua lista de bandas legais, mas também vai conhecer muita gente legal, com estilos diferentes, pensamentos diferentes e sensações diferentes. Porque a música está e sempre esteve sujeita a nos transmitir sensações diferentes.

WARPAINT é uma banda de Rock Experimental (e traz em suas músicas elementos de shoegaze e dream pop) que veio da Califórnia, e é formada por quatro mulheres lindas e maravilhosas que nos fazem sangrar os olhos. A banda teve início no Valentine’s Day em 2004, em Los Angeles mesmo, quando as duas  amigas de infância  Emily Kokal e Theresa Wayman junto com Jenny Lee Lindberg e Shanny Sossamon decidiram começar a tocar em sua cidade Natal. Os trabalhos por lá duraram por três anos, onde as meninas escreviam músicas pro primeiro EP delas. 

Intitulado Exquisite Corpse,  o primeiro EP das minas foi nada mais nada menos que mixado por John Frusciante, que era namorado de Emily na época, e lançado em 6 de outubro de 2006 por conta própria, onde vendeu em Los Angeles e logo em seguida seria regravado por uma gravadora. Na mesma época, Stella Mozgawa juntou-se ao grupo como baterista. 

Formação atual: Emily (vocais e guitarra), Theresa (guitarra, teclado e vocais), Jenny Lee (baixo e vocais) e Stella (bateria e teclados)

Em 25 de outubro de 2010, o primeiro álbum das meninas intitulado The Fool foi lançado. O resultado foi tão bom, que dentro da turnê do grupo, festivais como Coachella e os Festivais de Reading e Leeds estavam na agenda de ”shows”. Agora em 2014, elas lançaram um álbum auto intitulado, que na minha humilde opinião, foi um dos melhores álbuns já lançados este ano. 

E pra não dizer que estou mentido, deem o play e sintam o amor.

E pra dar um gostinho de quero mais, assistam o clipe de Keep it Healthy (prestem bastante atenção no visual das minas, quero todas as roupas pra mim gente, socorro)!

Warpaint ainda está um pouco longe de atingir todo o público que deveria atingir. Em época de indie, Rock Experimental is the new ”who?”. Isso só para os cegos, surdos e mudos. Se você tiver todos os seus sentidos em bom funcionamento, sei que vai dar play e deixar um comentário bem fofo aqui no final deste post me contando o que achou das meninas.

Beijões de luz!

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.