17 de abril de 2013 por Alicionon Oliveira.

coluna

Fleeting Circus é uma banda carioca de Rock, formada atualmente por Taynã Frota (vocais), Rodrigo Seven (guitarra), Daniel Seven (bateria), Felipe Vianna (vocais e guitarra) e Lucas Faria (baixo). Os irmãos Seven juntamente com Taynã, começaram a tocar juntos em meados de 2004, assim nascia a futura Fleeting Circus.

8856banda Com influências nada comuns, que vão do clássico dos anos 60, até o moderno rock nacional, quebraram paradigmas e foram a primeira banda nacional de rock, a criar uma trilha sonora para um espetáculo circense, sendo mais de 200 apresentações em 2012, com um público superior a 350 mil pessoas. Em 2012, com a direção de Jorge Fernando, compuseram mais de 20 faixas para o espetáculo Unicirco Rock Show, conquistando diversos públicos. Buscando sucesso e conceito positivo, lançaram o “Dream World of Magic EP“, e assim davam inicio a uma jornada musical aclamada pela crítica independente internacional. A capa do EP, mostra um elefante de circo, vagando em um mundo mágico, fora do planeta Terra, bem representativo para o nome do álbum. Contendo apenas 6 faixas, o EP mostra o primeiro passo para a apresentação da banda ao público brasileiro, quando “Fake Station” entra para a trilha sonora da novela “Guerra dos Sexos”, mostrando que o rock nacional ainda tem espaço no Brasil e no gosto popular.

fleeting-circus

Dream of World Magic EP

Fake Station

Underground

Come on

Not the End

Hurricane

 

O EP está disponível nas versões física e mp3, para adiquirir clique aqui.

——–

Escute o EP na íntegra:

A banda nos concedeu uma entrevista exclusiva, confira:

1. Por que o nome Fleeting Circus?

Fleeting Circus significa “circo passageiro” e isto pode incorporar diversos sentidos, entre eles o objetivo de dar uma leve alfinetada à tendência midiática de martelar um assunto na nossa cabeça durante semanas e esquecê-lo completamente logo depois. O nome surgiu depois de uma frenética sessão de brainstorming.

2. Como foi o processo de criação do Dream World of Magic?

Nosso processo de criação começa com o arranjo. A letra e a melodia vão surgindo a partir disso, de maneira orgânica. É como se o arranjo da música fosse criando todo o resto. Vamos sempre de acordo com nosso gosto, polindo a música até ela soar “certa” na nossa concepção.

3. Como é ser uma banda que canta musicas em inglês hoje no Brasil?
Consideramos nosso som como globalizado. A maioria de nossas influências canta em inglês. Nossa casa e nosso coração estão aqui, mas não queremos deixar fronteiras nos limitarem. O grande objetivo é viajar o mundo espalhando música por aí.  Se rola um preconceito com o fato de cantarmos em inglês, não falaram isso na nossa cara. De qualquer maneira, o próximo CD pode ter algumas surpresas neste sentido.
4. Qual a música que vocês mais gostam de tocar ao vivo?
A gente tem gostado muito de tocar as músicas novas. Especialmente “Skylight”.
5. O que os fãs de rock podem esperar do novo EP do Fleeting Circus?
O novo CD vai ter 10 faixas, muito influenciado por bandas de Post-Rock como Mogwai e Explosions in the Sky, mas com uma pegada nossa. Vai ser bem diferente do Dream World of Magic. As músicas vão ser maiores e mais contemplativas, queremos que vocês viajem legal. Quem for nos nossos próximos shows vai ter a oportunidade de ouvir em primeira mão esse material novo. Deve ficar pronto em Julho deste ano.
Um grande abraço a todos nossos fãs e esperamos que vocês tenham gostado da matéria! 
Se quiserem falar conosco podem nos encontrar no twitter ou entrar no nosso site fleetingcircus.com
Rock on \,,/ ” – Fleeting Circus

Abaixo você confere o vídeo de Anonymous, postado no meio tempo em que a banda se apresentava no circo. Segundo o vocalista a canção é sobre um ato de colaboração, de ajuda sem olhar a quem.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.