21 de julho de 2017 por Victor Wulfric.

Os fãs de Justin Bieber da maior população mundial acordaram com a notícia ruim de que o cantor não seria mais bem-vindo em palcos chineses. O Bureau de Cultura de Pequim postou uma nota em seu site na sexta-feira afirmando que Justin estava banido do lugar.

Fãs pediram uma explicação detalhada sobre o motivo de Bieber não ter adicionado datas chinesas em sua turnê “Purpose”, e o bureau respondeu:

“Justin Bieber é um cantor dotado, mas também é um jovem ídolo estrangeiro cheio de controvérsias. Desde que saibamos, ele se envolveu em uma série de mau-comportamentos, tanto em sua vida social, quanto em uma apresentação na China que causou descontentamento no público.”

Bieber, portanto, tem outros shows marcados na Ásia ainda para este ano, no Japão, Indonésia, Filipinas, Singapura e Hong Kong.

Não se sabe ao certo o que o bureau quis dizer com “mau comportamento”, mas numa visita passada a China, Justin Bieber causou um ofurô nas redes sociais após postar uma foto na Muralha da China sendo carregado por seus seguranças, como um jovem imperador.

E, apesar de seus motivos serem um pouco menores que esses, Justin não foi o único artista a ser banido da China: a cantora Björk foi banida em 2008, depois de clamar pela independência Tibetana em um show em Shanghai; Oasis e Maroon 5 foram banidos por mostrarem apoio aos Dalai Lama, quem a China considera como separatistas perigosos, Bob Dylan também foi banido. Jay-Z não canta mais no país por suas letras profanas.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.