17 de julho de 2017 por Gabriel Haguiô.

Após disponibilizar seu mais novo trabalho de estúdio exclusivamente em seu próprio serviço de streaming e posteriormente liberá-lo em mídia física e digital via iTunes, Jay-Z superou as expectativas comerciais e reafirmou seu retorno ao topo da parada americana de discos com o inédito “4:44”, álbum que debuta na liderança da Billboard 200 em sua segunda semana à venda.

Este é o 14º título do rapper a alcançar a primeira colocação dos Estados Unidos, estendendo ainda mais seu recorde como o artista solo com maior número de discos a liderar a tabela e distanciando-se de Bruce Springsteen e Barbra Streisand, com 11 trabalhos cada. Na classificação geral, Jay-Z é o segundo nome a emplacar mais álbuns no topo da lista, atrás apenas dos Beatles, com 19.

Se o recorde de Jay-Z permanece intacto, Ed Sheeran está prestes a alcançar uma nova marca na tabela de singles. O mais recente hit do cantor, “Shape Of You”, está a uma semana entre as cinco faixas melhor colocadas de se tornar a canção com maior número de atualizações em tal região na Billboard Hot 100.

Em contrapartida, a música pode perder seu posto absoluto como o maior sucesso de 2017 na parada americana com a aproximação de “Despacito”, colaboração entre Luis Fonsi e Daddy Yankee com Justin Bieber que está a apenas três semanas na liderança de desocupar o britânico.

BILLBOARD
ESTADOS UNIDOS

“Despacito”, parceria entre os porto-riquenhos Luis Fonsi e Daddy Yankee remixada com a participação especial de Justin Bieber, já é oficialmente o segundo maior sucesso do ano até o momento. A canção chega à sua 12ª semana no topo da parada de singles ao registrar 124 mil downloads, 60,3 milhões de execuções em plataformas de streaming e 145 milhões de pontos em airplay.

Com isso, o single tem a maior liderança na lista desde “Shape Of You”, sucesso de Ed Sheeran que atualmente se encontra na quinta colocação. O britânico ocupou o topo da Billboard Hot 100 por 12 semanas ao todo entre os meses de janeiro e abril.

Apesar de ter abandonado o primeiro lugar, o single jamais esteve fora das cinco primeiras posições da lista desde o seu lançamento. E com a mais recente atualização, Ed igualou o recorde de música com mais semanas em tal região com “Closer”, de The Chainsmokers e Halsey. Ambas as faixas estiveram em tamanho destaque por 27 semanas.

Mais abaixo, Shawn Mendes conquista seu terceiro single entre os dez primeiros da tabela com a ascensão de “There’s Nothing Holdin’ Me Back” em direção ao oitavo lugar. A canção foi alavancada por suas vendas digitais, que tiveram um grande crescimento com seu desconto no iTunes, e sucede “Stitches” e “Treat You Better”.

Dois outros singles surgem com novos picos: “Unforgettable”, colaboração de French Montana com Swae Lee que sobe para a nona colocação; e “Wild Thoughts”, atual música de trabalho de DJ Khaled com Rihanna e Bryson Tiller que substitui o próprio produtor na vice-liderança da parada.

Os dez singles melhor posicionados na última atualização da Billboard Hot 100 são:

1. “Despacito”, Luis Fonsi e Daddy Yankee com Justin Bieber (-)
2. “Wild Thoughts”, DJ Khaled com Rihanna e Bryson Tiller (4–2)
3. “I’m The One”, DJ Khaled com Justin Bieber, Quavo, Chance The Rapper e Lil Wayne (2–3)
4. “That’s What I Like”, Bruno Mars (3–4)
5. “Shape Of You”, Ed Sheeran (-)
6. “HUMBLE.”, Kendrick Lamar (-)
7. “Believer”, Imagine Dragons (-)
8. “There’s Nothing Holdin’ Me Back”, Shawn Mendes (14–8)
9. “Unforgettable”, French Montana e Swae Lee (10–9)
10. “Body Like A Back Road”, Sam Hunt (8–10)

“4:44”, mais recente álbum de estúdio de Jay-Z, causou polêmica internet afora depois de receber um certificado de platina pela RIAA(Recording Industry Association of America) apenas com o número de reproduções no TIDAL, que não foi oficialmente divulgado pelo serviço de streaming comandado pelo rapper e assim impediu sua estreia nas paradas mundiais em sua primeira semana disponível.

Entretanto, com sua chegada ao iTunes e o lançamento de sua versão física, o trabalho finalmente fez sua aguardada estreia na Billboard 200, assumindo diretamente o topo da tabela com o equivalente à cerca de 262 mil unidades comercializadas segundo os dados da Nielsen Music. Da soma total, 174 mil foram contabilizados a partir dos formatos tradicionais (físico e digital), enquanto o restante se deve à streams (o projeto está atualmente disponível em todos os serviços exceto o Spotify).

Com “4:44”, seu 14º trabalho a assumir a primeira posição da Billboard 200, Jay-Z se ratifica não apenas como o artista solo com mais discos a chegar ao topo da tabela americana, mas também com maior número de estreias diretas na liderança

Coincidentemente ao seu título ou não, “4:44” obteve a quarta melhor estreia de um álbum nos Estados Unidos em 2017, atrás apenas de “DAMN.”, de Kendrick Lamar (603 mil cópias vendidas em sua semana de lançamento); “More Life”, de Drake (505 mil); e “÷”, de Ed Sheeran (451 mil). Todos os três trabalhos ainda se encontram entre as primeiras colocações da lista.

Com 185 mil unidades a menos que Jay-Z, o rapper 21 Savage fez sua estreia entre os primeiros dez postos da parada americana com o seu primeiro álbum de estúdio, “Issa Album”. O disco foi impulsionado por seus streams, tendo acumulado aproximadamente 51 mil cópias comercializadas apenas por meio de tal modelo e assim superando Kendrick Lamar e “Grateful”, de DJ Khaled, que despenca para o quarto lugar.

Esta é a primeira atualização da Billboard 200 onde os quatro discos melhor posicionados são de rap em mais de dois anos. A última vez que isso aconteceu foi em março de 2015, quando Wale, Ludacris e o próprio Kendrick emplacaram seus trabalhos entre as quatro primeiras colocações junto à trilha sonora de “Velozes e Furiosos 7”.

A última estreia de destaque da semana fica por conta do HAIM, trio californiano cujo álbum mais recente, “Something To Tell You”, emerge na sétima posição com 32 mil cópias vendidas. Este é o segundo disco do grupo a aparecer entre os dez melhor colocados, sucedendo o trabalho de estreia “Days Are Gone”, que debutou no sexto lugar em 2013.

Confira como são ocupadas as dez primeiras colocações da Billboard 200:

1. “4:44”, Jay-Z (*)
2. “Issa Album”, 21 Savage (*)
3. “DAMN.”, Kendrick Lamar (-)
4. “Grateful”, DJ Khaled (1–4)
5. “÷”, Ed Sheeran (-)
6. “Evolve”, Imagine Dragons (4–6)
7. “Something To Tell You”, HAIM (*)
8. “Funk Wav Bounces Vol. 1”, Calvin Harris (2–8)
9. “Moana (Official Motion Picture Soundtrack)”, trilha sonora de “Moana: Um Mar de Aventuras” (10–9)
10. “More Life”, Drake (9–10)

OFFICIAL CHARTS
REINO UNIDO

Pela nona atualização não consecutiva, “Despacito”, hit de Luis Fonsi e Daddy Yankee globalmente impulsionado por sua reedição com Justin Bieber, lidera a parada britânica de singles. Desta vez, a canção reuniu 28 mil vendas digitais e 6,7 milhões de strems pelo Reino Unido, o suficiente para se firmar como a vigésima faixa da história do Official Charts a gastar ao menos nove semanas no topo.

O saldo também é positivo para Calvin Harris, que escala a lista mais uma vez com a sua atual música de trabalho, “Feels”. A parceria com Pharrell Williams, Katy Perry e Big Sean alcança um novo pico ao assumir a quarta colocação da tabela, marcando a 19ª vez do DJ entre os cinco singles melhor posicionados na tabela e a 13ª de Katy.

A maior ascensão da semana, porém, é de Sigala e Ella Eyre. O mais recente sucesso da dupla em terras britânicas, “Came Here For Love”, subiu seis degraus rumo à sexta posição graças à seus crescentes índices comerciais, batendo artistas como Liam Payne, Rita Ora e Little Mix no processo.

Os três nomes têm resultados negativos em relação aos obtidos na semana passada. Enquanto “Strip That Down”, colaboração do integrante do One Direction com Quavo, cai para o sétimo lugar e “Your Song”, atual single de Rita Ora, para o oitavo, o Little Mix ameaça abandonar as posições de destaque da lista ao despencar para o décimo posto com “Power”, remixada com os vocais do rapper Stormzy.

Com isso, as dez primeiras colocações da tabela britânica de singles são ocupadas da seguinte maneira:

1. “Despacito”, Luis Fonsi e Daddy Yankee com Justin Bieber (-)
2. “Wild Thoughts”, DJ Khaled com Rihanna e Bryson Tiller (-)
3. “Unforgettable”, French Montana e Swae Lee (-)
4. “Feels”, Calvin Harris com Pharrell Williams, Katy Perry e Big Sean (6–4)
5. “Mama”, Jonas Blue e William Singe (4–5)
6. “Came Here For Love”, Sigala e Ella Eyre (12–6)
7. “Strip That Down”, Liam Payne e Quavo (5–7)
8. “Your Song”, Rita Ora (7–8)
9. “Pretty Girl”, Maggie Lindemann (-)
10. “Power”, Little Mix e Stormzy (8–10)

O topo da lista de discos também permanece inalterado. Pela 14ª atualização não consecutiva, o último trabalho de estúdio de Ed Sheeran, “÷”, encontra-se à frente da parada britânica, superando o desempenho de seus antecessores na liderança da tabela.

Enquanto o seu título de estreia lançado em 2011, “+”, gastou apenas três semanas na primeira colocação, o sucessor “X”, de 2014, esteve no topo por dez. Vale ressaltar que este último não abandonou a parada desde a sua estreia e atualmente está estacionado no décimo posto.

Apesar de não ter alcançado números suficientes para destronar o cantor no Reino Unido, o HAIM garantiu uma estreia positiva para o seu novo álbum de estúdio, “Something To Tell You”. O projeto assume a segunda posição da tabela, quase se igualando ao desempenho de seu antecessor, “Days Are Gone”, que chegou ao topo em 2013.

Jay-Z também debutou na lista com as primeiras contagens de seu mais recente disco, “4:44”. O trabalho, que esteve ausente na atualização após seu lançamento por não ter tido os seu número de streams no TIDAL divulgado, aparece no terceiro lugar, posicionando-se na frente de outro lançamento: “Every Valley”, do Public Service Broadcasting.

Após o álbum reaparecer na tabela com sua edição especial de aniversário, “OK Computer”, clássico do Radiohead, mais uma vez retorna às primeiras colocações devido ao seu lançamento em vinil. O título agora ocupa o sétimo posto da lista, impedindo um avanço ainda maior de “Glory Days”, do Little Mix, que também sobe para a nona posição.

Os dez discos melhor posicionados na tabela britânica de discos são:

1. “÷”, Ed Sheeran (-)
2. “Something To Tell You”, HAIM (*)
3. “4:44”, Jay-Z (*)
4. “Every Valley”, Public Service Broadcasting (*)
5. “Human”, Rag’n’Bone Man (3–5)
6. “Funk Wav Bounces Vol. 1”, Calvin Harris (2–6)
7. “OK Computer”, Radiohead (12–7)
8. “How Did We Get So Dark?”, Royal Blood (4–8)
9. “Glory Days”, Little Mix (11–9)
10. “X”, Ed Sheeran (-)


 

A soberania de “Despacito” em terras americanas está longe de chegar ao fim. Porém, o single pode estar com seus dias contados na terra da Rainha por conta dos últimos percentuais registrados por “Wild Thoughts”, de DJ Khaled com Rihanna e Bryson Tiller. A faixa atualmente beira os números de Luis Fonsi, Daddy Yankee e Justin Bieber, podendo se tornar o segundo material do produtor a ocupar o topo do Reino Unido.

Entre os próximos lançamentos a debutarem nas paradas, o Coldplay deve ganhar destaque com o lançamento do “Kaleidoscope EP”. Apesar de o extended play estar disponível apenas em formato digital e streaming virtual, a banda provavelmente aparecerá nas primeiras colocações já na próxima semana em ambas as paradas, assim como o novo disco de French Montana, “Jungle Rules”.

Já o novo trabalho de estúdio do grupo britânico The Vamps, “Night & Day”, não foi tão bem recepcionado comercialmente nos Estados Unidos quanto as expectativas de venda apontavam. Todavia, é esperado que o projeto dispute a liderança no Reino Unido com Ed Sheeran na semana que vem.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.