É de conhecimento geral que “Despacito” continua conquistando números arrebatadores pelo mundo. Por meses, Luis Fonsi, Daddy Yankee e Justin Bieber tem liderado as paradas globais e permanecido no topo com altíssimos índices comerciais em vários países — como nos Estados Unidos, onde a canção está a apenas três semanas de fazer história. Contudo, o sucesso latino perdeu sua liderança no Reino Unido para outra potência em vendas.

Novamente, Calvin Harris provou seu poder comercial em sua terra natal com o desempenho de sua atual música de trabalho, “Feels”. A parceria com Pharrell Williams, Katy Perry e Big Sean assume o topo da tabela de singles e garante ao DJ escocês sua oitava passagem pelo topo da lista, empatando com nomes como The Rolling Stones, Oasis e Eminem.

Ao mesmo tempo, dois dos grandes líderes em vendas de discos em 2017 retornam às suas posições de pico tanto na parada americana quanto na britânica. Enquanto Kendrick Lamar reassume a liderança nos Estados Unidos com o fenômeno comercial “DAMN.”, Ed Sheeran recuperou o fôlego nos números de seu último trabalho, “÷”, para voltar ao primeiro lugar no outro lado do Atlântico.

BILLBOARD
ESTADOS UNIDOS

A febre comercial de “Despacito” está prestes a consagrar Luis Fonsi, Daddy Yankee e Justin Bieber na história da Billboard Hot 100. A canção chega à sua 14ª atualização consecutiva estacionada na primeira colocação, empatando com outros sete singles como a segunda faixa com maior número de semanas à frente da tabela.

O trio agora está atrás apenas de “One Sweet Day”, hit absoluto de Mariah Carey com o Boyz II Men, na lista de canções a ocuparem o topo da tabela por maior tempo. A parceria permaneceu na liderança por 16 semanas entre 1995 e 1996 e manteve o recorde intacto desde então.

A música, que acumulou aproximadamente 82 mil downloads e 49,4 milhões de streams ao longo da última semana, também se iguala ao remix de “Macarena”, originalmente gravada pelo Los Del Rio e reeditada pelo Bayside Boys em 1996, como a faixa de língua estrangeira de maior sucesso na parada americana.

Porém, o reinado de “Despacito” pode estar ameaçado pelo crescimento comercial de “Wild Thoughts”, colaboração de DJ Khaled com Rihanna e Bryson Tiller que atualmente se encontra no segundo lugar. Nesta semana, a canção superou o sucesso latino como o single mais reproduzido nas rádios dos Estados Unidos com 131,5 milhões de pontos conquistados em airplay e se aproximou ainda mais da liderança, apesar das estatísticas apontarem como provável que a faixa permaneça na mesma colocação.

Vale ressaltar que recentemente ambas as canções receberam um desconto no iTunes, o que deve alavancar as vendas digitais das duas músicas e intensificar a corrida pela primeira posição ao longo das próximas semanas. No momento, “Wild Thoughts” assegura um índice maior ao de “Despacito” em questão de downloads na plataforma da Apple.

Entre os dez singles melhor colocados, há um nome inédito. A cantora novaiorquina Cardi B alcança a região de destaque da parada pela primeira vez com o sucesso viral de “Bodak Yellow”, que assume o oitavo posto da lista impulsionada pelos seus streams. Com isso, a faixa se torna a primeira música de trabalho de uma rapper mulher a subir aos dez primeiros lugares sem quaisquer participações especiais desde “Anaconda”, hit de Nicki Minaj que chegou à vice-liderança em 2014.

Além de “Bodak Yellow”, três outras canções alcançaram novos picos. A primeira e mais notável delas é “Believer”, atual single do Imagine Dragons que pula para o quarto degrau graças às suas vendas digitais. Com isso, a faixa está a apenas uma posição de empatar com “Radioactive”, lançada em 2013, como o maior sucesso do grupo na Billboard Hot 100.

Charlie Puth também melhorou o recorde pessoal de sua mais recente música de trabalho, “Attention”, que agora ocupa a quinta colocação. A faixa, que segue registrando percentuais positivos em downloads, impediu um avanço ainda maior de “There’s Nothing Holdin’ Me Back”, sucesso de Shawn Mendes que escalou dois postos rumo ao sexto lugar.

Confira como são preenchidas as dez primeiras posições da Billboard Hot 100 nesta semana:

1. “Despacito”, Luis Fonsi e Daddy Yankee com Justin Bieber (-)
2. “Wild Thoughts”, DJ Khaled com Rihanna e Bryson Tiller (-)
3. “Unforgettable”, French Montana e Swae Lee (-)
4. “Believer”, Imagine Dragons (5–4)
5. “Attention”, Charlie Puth (6–5)
6. “There’s Nothing Holdin’ Me Back”, Shawn Mendes (8–6)
7. “That’s What I Like”, Bruno Mars (4–7)
8. “Bodak Yellow”, Cardi B (14–8)
9. “Shape Of You”, Ed Sheeran (-)
10. “I’m The One”, DJ Khaled com Justin Bieber, Quavo, Chance The Rapper e Lil Wayne (6–10)

Exatamente quatro meses após o seu lançamento, “DAMN.” continua obtendo números avassaladores. O mais recente álbum de estúdio de Kendrick Lamar retorna à primeira colocação da Billboard 200 depois de reunir 47 mil unidades vendidas no decorrer da última semana, tornando-se o disco com melhor desempenho na tabela em 2017 ao chegar à sua quarta semana não consecutiva no topo.

O último trabalho a ter alcançado tantas atualizações à frente da parada americana foi “Starboy”, de The Weeknd, que apareceu no primeiro lugar pela quarta vez em fevereiro desse ano

Apesar de ter sido o suficiente para retornar ao seu pico, “DAMN.” obteve o segundo pior número de vendas para um líder na Billboard 200 nessa década. O único título a ter registrado um percentual menor foi a trilha sonora da série televisiva “Descendentes”, que chegou ao topo com aproximadamente 42 mil cópias comercializadas em agosto de 2015.

O retorno do disco à primeira posição também marca o maior intervalo de atualizações como líder da parada desde fevereiro de 2013. Na ocasião, o Mumford & Sons voltou ao topo com “Babel” 17 semanas após o trabalho ter debutado, com as vendas alavancadas pela conquista do Grammy de “Álbum do Ano”.

A maior estreia da semana é de Brett Eldredge e seu novo álbum homônimo de estúdio. O cantor country assume a vice-liderança com cerca de 45 mil cópias vendidas (apenas duas mil abaixo do primeiro colocado), conquistando para si uma nova posição de pico na tabela ao superar o desempenho de “Illinois”, disco de 2015 que chegou ao terceiro lugar da lista.

O segundo lançamento entre as dez primeiras colocações é do 63º volume da coletânea “NOW That’s What I Call Music”, que estreia diretamente no quinto posto da parada. A compilação reúne sucessos recentes de artistas como DJ Khaled, Ed Sheeran e Imagine Dragons, que também marcam presença nas posições de destaque da Billboard 200 nessa semana com seus últimos discos.

Por fim, dois títulos retornam à primeira dezena da tabela impulsionado por reproduções em serviços de streaming. São eles: “Ctrl”, mais recente trabalho de estúdio da cantora SZA que ganha quatro postos em direção ao nono lugar; e “American Teen”, projeto de estreia de Khalid que sobe para a décima colocação.

Com isso, as dez primeiras posições da Billboard 200 são ocupadas pelos seguintes álbuns:

1. “DAMN.”, Kendrick Lamar (2–1)
2. “Brett Eldredge”, Brett Eldredge (*)
3. “Grateful”, DJ Khaled (4–3)
4. “Wins & Losses”, Meek Mill (3–4)
5. “NOW That’s What I Call Music, Vol. 63”, coletânea (*)
6. “Issa Album”, 21 Savage (-)
7. “÷”, Ed Sheeran (8–7)
8. “Evolve”, Imagine Dragons (7–8)
9. “Ctrl”, SZA (13–9)
10. “American Teen”, Khalid (11–10)

OFFICIAL CHARTS
REINO UNIDO

“Despacito”, hit dos porto-riquenhos Luis Fonsi e Daddy Yankee reeditado com a participação de Justin Bieber, teve sua liderança mais uma vez interrompida na parada britânica. Desta vez, o single despenca para a quarta colocação, dando espaço para Calvin Harris conquistar o topo com sua mais recente música de trabalho, “Feels”.

A faixa, gravada ao lado de Pharrell Williams, Katy Perry e Big Sean, subiu dois postos em direção ao primeiro lugar após ter superado os números de seus concorrentes. Ao longo da semana, a disputa se manteve acirrada com “Unforgettable”, canção de French Montana com Swae Lee que também chega a um novo pico ao assumir a vice-liderança.

“Feels”, além de ser o oitavo single de Calvin a se tornar líder da tabela britânica, também marca a quinta aparição de Katy Perry no topo, a quarta de Pharrell Williams e apenas a primeira de Big Sean

Agora, Calvin Harris acumula oito singles que já alcançaram o topo do Official Charts, empatando com The Rolling Stones, Oasis e Eminem em tal quesito. O produtor já é o segundo artista solo britânico com maior número de canções diferentes na liderança, atrás apenas de Cliff Richard, que já visitou o primeiro lugar em 14 ocasiões.

“Feels” não foi o único single a ter disparado meteoricamente nesta última atualização. Com os seus crescentes e impressionantes números comerciais pelo Reino Unido, Dua Lipa tem ganhado cada vez mais espaço entre o público local e chegou à um novo pico com o seu maior sucesso até então, “New Rules”.

A música escalou quatro degraus rumo à quinta posição, tornando-se a primeira faixa da cantora a chegar aos cinco primeiros lugares da lista. É esperado que o single cresça ainda mais no decorrer das próximas semanas, uma vez que sua popularidade tem se expandido cada vez mais pelo mundo.

Rudimental e Enrique Iglesias também quebraram os recordes pessoais de suas músicas de trabalho. O grupo inglês subiu para a sexta colocação com sua nova parceria com James Arthur, “Sun Comes Up”, enquanto o cantor espanhol ocupa o décimo posto com o remix de “Subeme La Radio”, que tem participações de Sean Paul e Matt Terry.

Os dez singles de maior destaque na última atualização da parada britânica são:

1. “Feels”, Calvin Harris com Pharrell Williams, Katy Perry e Big Sean (3–1)
2. “Unforgettable”, French Montana e Swae Lee (4–2)
3. “Wild Thoughts”, DJ Khaled e Rihanna (2–3)
4. “Despacito”, Luis Fonsi e Daddy Yankee com Justin Bieber (1–4)
5. “New Rules”, Dua Lipa (9–5)
6. “Sun Comes Up”, Rudimental e James Arthur (8–6)
7. “Mama”, Jonas Blue e William Singe (5–7)
8. “Came Here For Love”, Sigalla e Ella Eyre (7–8)
9. “Power”, Little Mix e Stormzy (6–9)
10. “Subeme La Radio”, Enrique Iglesias com Sean Paul e Matt Terry (12–10)

Mais uma vez, Ed Sheeran reassume o topo da lista britânica de discos. O último trabalho de estúdio do inglês, “÷”, chega à sua 15ª semana não consecutiva à frente da tabela. Até o momento, o título já tem o equivalente à 2 milhões de cópias vendidas em formatos físico e digital e contagens por meio de streams apenas no Reino Unido.

O destaque da atualização, entretanto, é de Glen Campbell. O cantor country americano, que faleceu na semana passada em sua luta contra o Alzheimer, teve suas vendas impulsionadas pela notícia, conquistando uma nova posição de pico com o seu último álbum de estúdio, “Adiós”, que assume a vice-liderança.

Apesar de ter subido incríveis 11 colocações, não é apenas o marcante trabalho de Campbell que retorna aos dez primeiros lugares da parada. O projeto homônimo de estreia de Dua Lipa, por exemplo, assume o sétimo posto da lista (uma posição acima que a trilha sonora de “Moana: Um Mar de Aventuras) embalado pelo sucesso de seu principal hit, “New Rules”.

Quem também reaparece na região de destaque do Official Charts é o Little Mix, cuja ascensão de vendas de “Glory Days” assegurou o nono lugar para o último disco da girlband; e “X”, segundo disco de Ed Sheeran que emerge na décima colocação.

Assim são ocupadas as dez primeiras posições da tabela britânica de álbuns nesta semana:

1. “÷”, Ed Sheeran (2–1)
2. “Adiós”, Glen Campbell (13–2)
3. “Everything Now”, Arcade Fire (1–3)
4. “Human”, Rag’n’Bone Man (3–4)
5. “Lust For Life”, Lana Del Rey (4–5)
6. “The Ultimate Collection”, John Denver (10–6)
7. “Dua Lipa”, Dua Lipa (11–7)
8. “Moana (Original Motion Picture Soundtrack)”, trilha sonora de “Moana: Um Mar de Aventuras” (17–8)
9. “Glory Days”, Little Mix (12–9)
10. “X”, Ed Sheeran (14–10)


 

O aguardado retorno de P!NK à indústria fonográfica finalmente aconteceu nesta semana, e a cantora deve aparecer em alta com os números obtidos pela sua nova música de trabalho, “What About Us”. O carro-chefe de seu próximo disco, “Beautiful Trauma”, tem garantido grandiosos percentuais em seus primeiros dias e deve estrear entre as posições de destaque tanto nos Estados Unidos quanto no Reino Unido.

Outra diva que marcou sua volta ao mercado da música foi Kesha. O seu novo álbum de estúdio, “Rainbow”, era altamente esperado com toda a magnitude de seus temas e deve debutar no topo das paradas britânica e americana, onde Moneybagg Yo e Dodie também podem se destacar com seus últimos trabalhos.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.