14 de junho de 2014 por Renan Collier.

Nicki Minaj

A rapper Nicki Minaj é uma das promissoras da incursão das mulheres no mundo do rap que, anteriormente, era dominado por homens. Entre 2007 e 2009, a cantora lançou 3 mixtapes que chamavam a atenção pela singularidade na voz e a habilidade de saltar dos versos bem articulados e rápidos do rap para os refrões mais pop sem perder seu jeito naturalmente “nigga”.

Esse jeito completamente novo na indústria chamou atenção da produtora Yong Money, pela qual Nicki se declara eternamente grata até hoje. Após assinar contrato em 2010, ela lançou seu álbum de estreia, o “Pink Friday”, que alcançou o topo das paradas americanas. Daí para frente, sua carreira só decolou.

Na segunda-feira (09/06), Minaj divulgou o clipe para a música “Pills n Potions”. A faixa já havia chamado atenção assim que foi lançada por seu teor mais orgânico. Acompanhada somente por alguns instrumentos de corda e uma percussão, a curiosidade de todos ficou cada vez mais atiçada quanto a esse novo trabalho.

pp2

A faixa fala sobre os “falsos amigos” que juraram amor eterno, porém sumiram no momento da carreira que a cantora mais precisou. Ela ainda polemiza mais afirmando que estes amigos, que antes “juravam pela Bíblia” estar sempre com ela, voltam agora em busca de um lugar no holofote de Nicki.

O clipe trouxe uma atmosfera bastante parecida com a faixa. Conhecida por perucas de cores chamativas, a produção se apresentou bastante simples, resumido à Nicki em frente de painéis de cores primárias.

O foco do clipe é todo na ideia de que ela estaria louca com todas as drogas com as quais estaria envolvida – fruto do estereótipo que julga drogado ou envolvido com drogas ilícitas todos os envolvidos no meio do rap/ hip-hop. O fato de estar seminua não vem somente para chamar atenção, como certamente dirão; a nudez é símbolo de vulnerabilidade. Nicki se apresenta vulnerável pra dizer “posso ser drogada como vocês afirmam, mas eu ainda amo”.

pp1

A fotografia está excepcionalmente perfeita, com cores simples colaborando para uma apresentação clean e concisa. Os fatores psicodélicos digitalmente colocados nas cenas – representações de visões que se tem quando drogado – são utilizados brilhantemente e na medida certa.

Confira o clipe e não se esqueça de mandar a sua sugestão de clipe ou artista para nossas colunas aqui embaixo, no ‘fale conosco’, ou pelas redes sociais.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.