8 de dezembro de 2013 por Rodrigo Neves.

thumb
O que faz do Paramore uma banda diferente de outras bandas atuais? A resposta é simples: o domínio em cima do palco. Eles podem tocar de tudo, do rock ao pop, e até mesmo arriscarem um soul, que ainda assim conseguem fazer um som único para agradar qualquer público, seja em festivais ou em shows de sua própria turnê. Suas músicas parecem ideias para serem tocadas ao vivo.

Se pra quem pensava que com apenas 3 membros oficiais o Paramore não iria dar conta do recado, se enganou feio. Com a saída de Josh e Zac Farro, o foco que, era bem maior na vocalista em relação aos outros integrantes, agora passou a ser, quase por igual, de Hayley Williams, Jeremy Davis e Taylor York, principalmente para o guitarrista Taylor, que ganhou destaque por suas composições e pela sua energia nos shows.

Tudo aquilo iniciado com os antigos membros foi aprimorado para o que temos hoje: um Paramore mais forte e melhor a cada ano. Hayley e Taylor compuseram juntos um álbum poderoso, onde abusaram de suas influências para inovar totalmente, sem um estilo definido. Mas isso não atrapalha nem um pouco a qualidade desse álbum auto-intitulado. Pelo contrário, só faz com que seja mais autêntico. A melhor parte é quando eles colocam tudo isso em prática no palco.

Passando bem longe de artistas manipulados por gravadoras, o Paramore faz performances pra ninguém botar defeito. Em sua última turnê, a banda interage com o publico em intros como a de “Brick By Boring Brick” e “That’s What You Get“, além de mesclar uma das suas músicas com um cover, o que acontece em “In the Mourning“, onde adaptaram um trecho de “Landslide”, clássico da da banda Fleetwood Mac.

Em “Ain’t It Fun”, um coral surge do fundo do palco para cantar ao lado do trio e no final da música Jeremy improvisa um solo no baixo. E por falar em cantar com eles, em “Misery Business”, Hayley escolhe um fã da platéia para ter alguns minutos de atenção voltadas para ele. Não podemos esquecer do momento marcante em que as luzes se apagam e todos levantam seus celulares para cantar a balada “The Only Exception” em um só coro. Em várias momentos do concerto, Taylor deixa a guitarra de lado para acompanhar algumas canções na bateria. No final do show, Hayley leva o público ao delírio quando mostra seu potencial vocal em “Still Into You”.

Recentemente, o grupo levou toda sua experiência para sua primeira apresentação na arena mais famosa do mundo, o Madison Square Garden. A noite rendeu comentários positivos de diversos críticos.

Infelizmente,a banda não foi indicada ao Grammy Awards 2014, mas se um dia receberem algum prêmio, o de “Melhor Performance” seria mais do que merecido.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.